terça-feira, 26 de abril de 2011

Sexualização precoce e seus efeitos nas meninas

Sexualização precoce e seus efeitos nas meninas


Em 2007, a Associação Americana de Psicologia publicou um relatório que liga a sexualização precoce a três dos problemas mais comuns de saúde mental de meninas e mulheres: transtornos alimentares, baixa autoestima e depressão. A moda destes últimos tempos tem contribuído grandemente para essa sexualização das meninas. Num artigo publicado no site da CNN, LZ Granderson denuncia essa tendência e destaca o disparate da rede Abercrombie & Fitch que lançou no mercado um sutiã do tipo push-up, “para meninas que, normalmente, são jovens demais para ter qualquer coisa para empurrar para cima”. Originalmente, o sutiã era vendido para meninas de sete anos, mas, após o protesto público, a Abercrombie & Fitch direcionou a peça para o público de 12. Leia aqui o artigo “Pais, não vistam suas filhas como prostitutas” (em inglês) e, depois, confira o estudo “Report of the APA Task Force on the Sexualization of Girls”.

Fonte: http://www.criacionismo.com.br/2011/04/sexualizacao-precoce-e-seus-efeitos-nas.html?utm_source=feedburner&utm_medium=twitter&utm_campaign=Feed%3A+criacionista+%28Criacionista%29&utm_content=Twitter


Fatores que antecipam puberdade nas meninas

Um estudo divulgado pela revista americana Pediatrics na segunda-feira, 8 de agosto, revelou que a puberdade está ocorrendo cada dia mais cedo nas garotas. O desenvolvimento dos seios, por exemplo, tem começado em média entre os 7 e 8 anos. Segundo os pesquisadores, as causas mais prováveis são a alimentação rica em gordura, que estimula a produção dos hormônios, e a presença de substâncias químicas que imitam os efeitos do estrogênio no organismo das meninas. A pesquisa, liderada pelo Dr. Frank M. Biro, é a última de uma série de estudos que buscam descobrir por que as meninas estão se tornando adolescentes cada vez mais cedo e quais os efeitos que isso pode causar à sua saúde na vida adulta. A questão é motivo de preocupação, tanto por razões médicas quanto psicológicas. Alguns estudos sugerem que a puberdade precoce, medida a partir da primeira menstruação, pode aumentar ligeiramente o risco de câncer de mama, já que a garota passa a ter uma exposição prolongada a hormônios como estrogênio e progesterona, que podem estimular alguns tumores. [Leia mais]

Há outros fatores envolvidos como a ausência do pai: "Robert Matchock and Elizabeth Susman at Penn State University are convinced that pheromones are the mechanism whereby the presence of the biological father slows down the tempo of his daughter’s sexual development. They believe that this phenomenon is hardwired in our species, as it is in many other mammals, in order to decrease the likelihood of a father having sex with his daughter. 'Biological fathers send out inhibitory chemical signals to their daughters', says Matchock. 'In the absence of these signals, girls tend to sexually mature earlier'."

Leia o artigo sobre o livro Girls on the Edge.

Fonte: http://www.criacionismo.com.br/2010/08/fatores-que-antecipam-puberdade-nas.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário